sábado, março 14, 2009

"Passaram pela Madeira" - António Marques da Silva

Edição: Funchal 500 Anos
Idioma: Português
Formato: 17 x 24 cm
Páginas: 247
ISBN: 978-989-95637-7-3
Preço: 15 €

Textos de autores anglo-saxónicos que visitaram a Ilha (1687-2000)
Selecção, tradução e notas de António Ribeiro Marques da Silva.

António Ribeiro Marques da Silva nasceu em S.Jorge, Madeira, filho de um casal de professores, António Marques da Silva e Maria Áurea Ribeiro. Fez os estudos secundários no Liceu Jaime Moniz e licenciou-se em Germânicas na Faculdade de Letras de Lisboa, em 1959, após um longo serviço militar que contou com dois anos de comissão em Goa. Foi bolseiro em Loughborough, Inglaterra, e após o Curso de Ciências Pedagógicas concluiu o Estágio Pedagógico para o Ensino Técnico em 1961. Exerceu o Ensino em Lisboa, Setúbal e Funchal, onde foi colocado na Escola Industrial e Comercial, aí desempenhando funções de Subdirector, Director e Orientador Pedagógico. Foi também Director e Orientador Pedagógico da Escola de Gonçalves Zarco. Com a revolução de 25 de Abril é demitido pela lei que exclui todos os directores e reitores das escolas oficiais e transita para a Escola Secundária do Funchal.
Em 1980, concluiu o Curso Superior de Pintura do Instituto Superior de Artes Plásticas da Madeira e foi Director Regional dos Assuntos Culturais, entre 1980 e 1982, cargo de que se afastou.
Escreveu para vários jornais e semanários da Região, em especial para o Diário de Notícias do Funchal, onde, entre 1987 e 1999, publicou artigos relacionados com a preservação do litoral madeirense e a defesa do Ambiente, do Património Arquitectónico regional e da paisagem madeirense. Mantém uma colaboração activa com revistas de cultura como Atlântico, Arquipélago, Ilharq, Xarabanda e Islenha.
Desde 1962 tem-se dedicado ao estudo da Literatura de Viagens, com especial relevância para a contribuição de autores anglo-saxónicos que visitaram o arquipélago e deixaram o seu testemunho escrito. Colaborou com o escritor Aragão Mendes Correia com as traduções do Inglês para o livro A Madeira vista por Estrangeiros e, em 1994, publicou a obra O Quotidiano Madeirense (1850-1900) com base em textos de visitantes estrangeiros e na imprensa madeirense dessas épocas.
Em 2004, publicou, em colaboração com o irmão, Professor Jorge Ribeiro Marques da Silva, o livro Aeroporto da Madeira – Intervenções Artísticas.



PORTUGAL E OS ESTRANGEIROS - Manuel Gomes Branco

Branco , Manuel Gomes – PORTUGAL E OS ESTRANGEIROS ,  Lisboa: Livraria A. M. Pereira, Imprensa Nacional, 1879-1895. 5 volumes.  In...