terça-feira, dezembro 24, 2013

Livros de Horas: o imaginário da devoção privada - Exposição na BNP até Fevereiro de 2014

Livros de Horas: o imaginário da devoção privadaEXPOSIÇÃO | 14 novembro | 18h00 | Sala de Exposições - Piso 3 | Entrada livre | até 16 fevereiro 2014


 
Esta exposição, de iniciativa conjunta da Biblioteca Nacional de Portugal (BNP), do Instituto de Estudos Medievais (IEM), do Centro de Estudos Históricos (CEH) e do Departamento de Conservação e Restauro da Universidade Nova de Lisboa, apresenta um conjunto notável de Livros de Horas dos acervos da BNP e da Biblioteca Pública de Évora (BPE),  cuja importância justifica o seu estudo e divulgação.
 
Os livros que se expõem foram produzidos em grande escala durante os séculos XIV e XV, altura em que atingiram o auge da sua popularidade. Na  primeira metade do século XVI verificou-se um novo e fugaz impulso criativo que levou à introdução de novas soluções iconográficas e ornamentais. De conteúdo religioso, não é um livro litúrgico, mas destina-se à devoção privada dos leigos, traduzindo a importância que o culto mariano assume nesta época.
 
A selecção dos textos, a riqueza da ornamentação e a escolha do programa iconográfico, variou de acordo com o gosto e poder económico dos encomendadores, ajustando-se às suas necessidades artísticas e espirituais assim como ao seu prestígio social.
 
O  imaginário dos Livros de Horas combina imagens sagradas, com evocações do quotidiano medieval e do mundo natural. Flores, frutos e animais reais e imaginários ocupam as iniciais ou deslizam pelas margens em explosões de cor e criatividade. Como um espelho, o Livro de Horas é um reflexo  do seu encomendador  e uma extraordinária fonte de conhecimento e arte.
 
horas_il-15_0031_15Esta exposição integra 25 Livros de Horas manuscritos em diálogo com exemplares impressos, estando maioritariamente estruturada de acordo com as principais secções (e respectivos programas iconográficos) que constituem esta tipologia de livro: Calendário, Perícopes evangélicas, Horas da Cruz, Horas do Espírito Santo, Horas da Piedade e do Sacramento, Horas da Virgem, Orações várias, Salmos Penitenciais e Ofício dos Defuntos.
 
Inclui também três núcleos temáticos. O primeiro, dando início à mostra, apresenta dois códices produzidos em Portugal, onde se inclui o iluminado 4, de elevado valor documental, por ser o único manuscrito conhecido, totalmente  escrito em português. O segundo núcleo, que encerra o percurso proposto, é dedicado ao estudo da cor e principais fenómenos de degradação deste valioso legado histórico, artístico e patrimonial. O terceiro, localizado na zona central, reúne alguma documentação de arquivo, dando conta do percurso e história dos códices em contexto institucional.
 
Recorrendo ao painel intitulado a Virgem do Leite, pintado por frei Carlos nas primeiras décadas do século XVI, coloca-se em evidência a transversalidade das diferentes formas de expressão plástica, destacando a repercussão que estes manuscritos tiveram na produção artística da época e em períodos subsequentes.
 
Na antecâmara que antecede a exposição, o visitante é acolhido pela mostra Ana Luísa Ribeiro, Adenda-Pinturas da série Books of ours, onde a artista revisita a produção artística do século XV, propondo, através das suas telas, um olhar contemporâneo sobre o imaginário da devoção privada. Apropriando-se dos Livros de Horas medievais, a artista  vai ao encontro da intimidade, que procura na sua relação com os livros, marcando novas formas de celebrar o tempo.

No que respeita aos manuscritos, a investigação que suporta esta exposição resulta dos projectos de doutoramento  de Ana Lemos e Delmira Espada Custódio que, no trilho dos estudos pioneiros de Mário Martins, Aires Augusto do Nascimento, Dagoberto Markl e Teresa Botelho Serra, dão continuidade ao estudo desta tipologia de manuscritos.

A exposição encerrará com um colóquio internacional (13 e 14 de Fevereiro de 2014) e com a edição de um catálogo.

Obras que integram a exposição:

Manuscritos
Biblioteca Nacional de Portugal - IL 1, IL 4, IL 12, IL 15, IL 16, IL 18, IL 19, IL 21, IL 35, IL 36, IL 42, IL 165, IL 166, IL 205, IL 206 e ALC. 460.
Biblioteca Pública de Évora - COD CXXIV/2-8, COD CXXIV/2-9, COD CXXIV 2-10, COD CXXIV 2-12, COD CXXIV 2-13, COD CXXIV 2-14, COD CXXIV 2-15 e COD Manizola 114 (a disponibilizar em breve).
Impressos
Biblioteca Nacional de Portugal - INC. 1359,  INC. 1468, RES. 23 P., RES. 24 P., RES. 250 P., RES. 409 P., RES. 1298 P., RES. 2984 P., RES. 5781 P., RES. 5559 P., RES. 6437 P., RES. 6438 P., RES. 322 V., RES. 323 V., RES. 325 V., RES. 326 V., RES. 327 V., RES. 328 V., RES. 329 V., R. 7254 P., R. 7913 P. (a disponibilizar em breve).

Retirado de: http://www.bnportugal.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=866%3Aexposicao-livros-de-horas-o-imaginario-da-devocao-privada-14-nov-18h00&catid=163%3A2013&Itemid=891&lang=pt

Na Ilha da Madeira: hospital improvisado - António Balbino Rego (1901)

Rego , António Balbino - Na ilha da Madeira : hospital improvisado , Porto : Vap. da Emprêsa Litteraria e Typographica, 1901. https://a...