segunda-feira, dezembro 14, 2009

Valentim Fernandes e a literatura de viagens - Helga Maria Justen (2007)

Justen, Helga Maria - Valentim Fernandes e a literatura de viagens, Câmara Municipal de Lagos, 2007.
Valentim Fernandes é uma figura fascinante que se afirmou no panorama cultural português da época manuelina em vários domínios. Este alemão, originário da Morávia, veio para Portugal em 1494 e por cá se fixou, tendo adoptado o nome português pelo qual ficou conhecido. Dedicou-se à actividade de impressor e corrector dos mercadores alemães em Lisboa. A par destas actividades profissionais, Valentim Fernandes revelou-se muito interessado pelos Descobrimentos portugueses, que ajudou a divulgar através do envio de cartas e outras obras para a Alemanha, destacando-se ainda pela recolha realizada entre 1506 e 1510 de um conjunto de textos que seriam reunidos num famoso códice que ficou conhecido com o seu nome. Esse manuscrito, que foi enviado a Conrado Peutinguer e se conserva na Staatsbibliothek de Munique, é um manacial de fontes valiosas para o estudo da História dos Descobrimentos portugueses e da Literatura de viagens, como é o caso da relação em latim sobre os descobrimentos henriquinos por Diogo Gomes; da versão da crónica dos feitos da Guiné de Zurara; das descrições de terras africanas e ilhas; do diário da viagem à Índia da armada de D. Francisco de Almeida em 1505, dos mapas de ilhas do Atlântico, etc. É sobre o conjunto destes trabalhos e o sentido do volume que se centra o objecto de estudo do presente livro, que na sua versão original foi apresentado, em 1999 ,como tese de mestrado à Universidade Aberta. Helga Maria Justen problematiza com grande rigor o conteúdo do códice que de alguma forma e em parte Valentim Fernandes terá pensado em editar, na sequência dos textos do famoso volume que organizou e imprimiu em 1502 com o título Marco Paulo. O que o impediu de realizar tão importante iniciativa não se sabe ao certo, discutindo-se razões que vão desde a falta de dinheiro para a levar a cabo até à da mais provável falta de autorização para ser impressa. Bem andou a ainda e felizmente sobrevivente Comissão Municipal dos Descobrimentos da autarquia algarvia em patrocinar tão precioso contributo para o melhor conhecimento de uma fonte tão importante que merece continuar a ser lida, discutida e aproveitada para futuros estudos.
recenseador: José Manuel Garcia, 2009

PRINCIPIOS DE GRAMMATICA PORTUGUEZA - Francisco de Andrade

Andrade , Francisco de - PRINCIPIOS DE GRAMMATICA PORTUGUEZA ,  Funchal: Typographia Nacional, 1844. https://archive.org/stream/pri...